Em formação

34 Afirmações para quando o perfeccionismo faz você se sentir inadequado

34 Afirmações para quando o perfeccionismo faz você se sentir inadequado


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O perfeccionismo nos faz sentir inadequados

Perfeccionismo, a busca incansável de sermos perfeitos em um esforço para provar nosso valor e evitar críticas - adiciona estresse e pressão desnecessários a nossas vidas já exigentes. Quando buscamos a perfeição ao invés da excelência, nunca ficamos satisfeitos. Sempre nos sentimos deficientes por estarmos nos comparando a um padrão impossível. Sentimo-nos imperfeitos e inadequados, por isso procuramos provar o nosso valor através de realizações, exigindo sempre mais de nós próprios para nos sentirmos dignos. Como resultado, acabamos comprometendo nossa saúde física e mental por meio de autocrítica excessiva, excesso de trabalho e evitando o autocuidado.

Quer saber se o perfeccionismo é um problema para você? Faça meu teste gratuito de perfeccionismo. Leva apenas alguns minutos.

Como as afirmações ou o diálogo interno positivo podem ajudar a reduzir o perfeccionismo

O pensamento perfeccionista impulsiona nosso comportamento perfeccionista, controlador e inflexível. É baseado em uma crença distorcida de que eu não sou o suficiente e a única maneira de ser o suficiente é realizar mais e ser perfeito.

Como eu escrevi em O livro CBT para perfeccionismo, Os perfeccionistas tendem a ver as coisas como pretas ou brancas; eles se definem e suas ações como absolutos. Por exemplo, sou um sucesso ou um fracasso; não há meio termo para um perfeccionista. Obviamente, ninguém quer receber o rótulo negativo que você está atribuindo a si mesmo (fracasso, perdedor, gordo, estúpido, preguiçoso), então a única alternativa, de acordo com essa forma de pensar, é impor mais pressão e exigências maiores e se tornar intolerante com erros, imperfeições ou sendo nada menos do que o melhor desempenho. (página 11, New Harbinger Publications, 2019)

Como você pode ver, mudar nossos pensamentos e crenças distorcidos e negativos é uma parte importante para superar o perfeccionismo.

As afirmações nos ajudam a focar em crenças mais saudáveis ​​e realistas sobre nós mesmos e o mundo. Eles podem nos ajudar a construir novos padrões de pensamento que reflitam autoaceitação, flexibilidade mental, resiliência, expectativas realistas e a importância do autocuidado.

Afirmações para perfeccionistas

  1. Meu valor não é baseado em minhas realizações.
  2. Minha saúde é mais importante do que meu desempenho / realizações.
  3. Vou me dar graça quando cometer um erro.
  4. Erros são oportunidades de crescimento.
  5. Eu valorizo ​​aprender mais do que estar certo.
  6. Todo mundo comete erros.
  7. Eu escolho aproveitar o processo, não apenas me concentrar no resultado.
  8. Eu não tenho que fazer as coisas perfeitamente.
  9. Excelência não é o mesmo que perfeição.
  10. Falhas não são inadequações.
  11. Eu sou mais do que minha aparência (ou notas ou salário ou qualquer marcador externo de sucesso).
  12. Estou fazendo o meu melhor e isso é tudo que posso pedir a mim mesmo.
  13. Eu não tenho que ser perfeito para que as pessoas gostem / aceitem / me amem.
  14. Relacionamentos precisam de conexão autêntica, não perfeição.
  15. A perfeição não é realista.
  16. Minha opinião é importante.
  17. Não há problema em dizer não e definir limites.
  18. Eu me aceito como sou.
  19. Aceito os outros como eles são.
  20. Meu melhor esforço não é o mesmo que perfeição.
  21. Existe mais de uma maneira certa de fazer algo.
  22. Quando as coisas não saem como planejado, ajustarei minhas expectativas.
  23. Não consigo controlar tudo e está tudo bem porque tenho os recursos para lidar com isso.
  24. Eu não tenho que fazer tudo.
  25. Pedir ajuda é uma coisa boa.
  26. Pedir ajuda reflete força e coragem.
  27. É saudável relaxar e se divertir.
  28. Todos precisam descansar, inclusive eu.
  29. Divertir-se não é uma recompensa que você precisa ganhar.
  30. Diminuir a velocidade me ajuda a recarregar as baterias e a ser cuidadosa sobre meus compromissos e expectativas.
  31. Bom o suficiente realmente é bom o suficiente.
  32. Feito é melhor que perfeito.
  33. Progresso, não perfeição.
  34. Im imperfeito e ainda sou o suficiente.

Como usar afirmações positivas

No início, as afirmações podem ser desconfortáveis ​​porque são uma forma diferente de pensar. Normalmente, eles ficarão mais confortáveis ​​quanto mais você os usar. No entanto, se você luta para acreditar em algumas das afirmações, pode ser uma boa oportunidade para se fazer algumas perguntas e explorar por que a afirmação parece falsa. Por exemplo, se você não acredita que pedir ajuda é uma coisa boa, você pode se perguntar por que você acredita nisso, de onde veio essa crença, se é útil, há alguma exceção. Você pode descobrir que acredita em parte da afirmação ou que gostaria de mudar seu pensamento nessa direção, embora sinta alguma resistência no momento.

As afirmações também são ótimas instruções para o registro no diário. Você pode simplesmente escrever as afirmações para reforçá-las ou pode escrever sobre quais pensamentos e sentimentos surgem quando você diz as afirmações para si mesmo.

As afirmações podem ser uma ferramenta útil; eles servem para nos lembrar de nossos objetivos e como queremos pensar. No entanto, nada funciona para todos e é importante lembrar que as afirmações por si só não aumentam a auto-estima nem curam o perfeccionismo, mas podem ser um bom ponto de partida.

Então, experimente essas afirmações para o perfeccionismo. Acho que eles irão ajudá-lo a reduzir seu pensamento e tendências perfeccionistas ao longo do tempo.

2019 Sharon Martin, LCSW. Todos os direitos reservados. Este artigo foi publicado originalmente no site do autor. Foto de Gregory HayesonUnsplash.


Perfeccionismo бизди жетишсиз сезет

Perfeccionismo биздин кадыр-баркыбызды далилдөө жана сын-пикирлерден алыс болуу үчүн кемчиликсиз болууга умтулуу - буга чейин талап кылган жашообузга ашыкча стресс жана кысым көрсөтөт. Мыкты сапатка эмес, кемчиликсиздикке умтулганда, эч качан канааттанган жокпуз. Биз ар дайым өзүбүздү жетишсиз деп эсептейбиз, анткени өзүбүздү мүмкүн эмес стандарт меыныен сталыт. Биз өзүбүздү жетишсиз жана жетишсиз сезип жатабыз, ошондуктан өзүбүздү татыктуу сезүү үчүн ар дайым өзүбүздөн көбүрөөк талап кылып, жетишкендиктерибиз аркылуу өз баалуулуктарыбызды далилдөөгө аракет кылабыз. Натыйжада, биз ашыкча өзүн-өзү сындоо, ашыкча иштөө жана өзүнө кам көрүүдөн качуу менен иштөө жана өзүнө кам көрүүдөн качуу менен.

Перфекционизм сиз үчүн көйгөй болуп жатабы деп ойлонуп жатасызбы? Менин акысыз перфекционизм сынагыма катышыңыз. Бул бир-эки мүнөткө созулат.


Чӣ гуна тасдиқҳо ё сӯҳбати мусбати худ ба коҳиши комилият кӯмак мекунад

Тафаккури перфексионистӣ рафтори перфексионистӣ, назоратӣ ва ноустувори моро меронад. Он ба эътиқоди таҳрифшуда асос ёфтааст, ки ман кофӣ нестам ва ягона роҳи кофӣ ин ба даст оварат даст оваратадн.

Тавре ки ман дар навиштам Китоби кории CBT барои комилият, Perfeccionistas майл ба чизҳоро сиёҳ ё сафед медонанд онҳо худ ва амали худро ҳамчун мутлақ муайян мекунанд. Масалан, Im муваффақият ё нокомӣ зеро ба камолот нарасидан ҳеҷ роҳи миёнае нест. Равшан аст, ки ҳеҷ кас намехоҳад ҳар гуна нишони манфӣ бошад, ки шумо ба худатон таъин мекунед (нокомӣ, зиёнкор, фарбеҳ, аблаҳ, танбал), бинобар ин ягона алтернатива, мувофиқи ин тарзи тафаккур, фишор ва талабҳои баландтар ва таҳаммулнопазир шудан ба он аст хатогиҳо, номукаммалӣ ва ё чизе камтар аз сарояндаи олӣ будан. (саҳифаи 11, Нашрияҳои нави Harbinger, 2019)

Тавре ки шумо мебинед, тағир додани фикрҳо ва эътиқодоти таҳрифшуда ва манфии фаир додани фикрҳо ва эътиқодоти таҳрифшуда ва манфии фаир додани фикрҳо ва эътиқодоти таҳрифшуда ва манфии мо ик қисми муакатибити матикитибитибитибитибитибитибитибитибититибититибититибитибити манфии маҳарити манфии.

Тасдиқҳо ба мо кӯмак мекунанд, ки ба эътиқоди солимтар ва воқеӣ нисбат ба худамон ва ҷаҳон диҳат диҳат. Онҳо метавонанд ба мо кумак кунанд, ки намунаҳои нави тафаккурро инъикос кунанд, ки қабули худ, чандирии равонӣ, устуворӣ, интизориҳои воқеъӣ ва аҳамияти нигоҳубини худро инъикос кунанд.


Επιβεβαιώσεις για τελειομανείς

  1. Η αξία μου δεν βασίζεται στα επιτεύγματά μου.
  2. Η υγεία μου είναι πιο σημαντική από την απόδοση / τα επιτεύγματά μου.
  3. Θα κάνω χάρη όταν κάνω λάθος.
  4. Τα λάθη είναι ευκαιρίες ανάπτυξης.
  5. Εκτιμώ την εκμάθηση περισσότερο από το να είμαι σωστός.
  6. Ολοι κάνουν λάθη.
  7. Επιλέγω να απολαύσω τη διαδικασία, όχι μόνο να εστιάσω στο αποτέλεσμα.
  8. Δεν χρειάζεται να κάνω τα πράγματα τέλεια.
  9. Η αριστεία δεν είναι η ίδια με την τελειότητα.
  10. Τα ελαττώματα δεν είναι ανεπάρκειες.
  11. Leia mais
  12. Κάνω το καλύτερό μου και αυτό μπορώ να ρωτήσω από τον εαυτό μου.
  13. Δεν χρειάζεται να είμαι τέλειος για τους ανθρώπους που μου αρέσουν / αποδέχονται / με αγαπούν.
  14. Οι σχέσεις χρειάζονται αυθεντική σύνδεση, όχι τελειότητα.
  15. Η τελειότητα δεν είναι ρεαλιστική.
  16. Η γνώμη μου έχει σημασία.
  17. Είναι εντάξει να πούμε όχι και να θέτει όρια.
  18. Αποδέχομαι τον εαυτό μου όπως είμαι.
  19. Δέχομαι τους άλλους όπως είναι.
  20. Η καλύτερη προσπάθειά μου δεν είναι η ίδια με την τελειότητα.
  21. Υπάρχουν περισσότεροι από ένας σωστοί τρόποι για να κάνετε κάτι.
  22. Όταν τα πράγματα δεν πάνε όπως είχε προγραμματιστεί, θα προσαρμόσω τις προσδοκίες μου.
  23. Δεν μπορώ να ελέγξω τα πάντα και αυτό είναι εντάξει, επειδή έχω τους πόρους για να τα τα αντιμετω.
  24. Δεν χρειάζεται να τα κάνω όλα.
  25. Το να ζητάς βοήθεια είναι καλό.
  26. Το να ζητάς βοήθεια αντανακλά τη δύναμη και το θάρρος.
  27. Είναι υγιές να χαλαρώσετε και να διασκεδάσετε.
  28. Όλοι πρέπει να ξεκουραστούν, συμπεριλαμβανομένου και εγώ.
  29. Η διασκέδαση δεν είναι ανταμοιβή που πρέπει να κερδίσετε.
  30. Η επιβράδυνση με βοηθά να επαναφορτίσω και να μελετήσω τις δεσμεύσεις και τις προσδοκίες μου.
  31. Αρκετά καλό είναι αρκετά καλό.
  32. Το τελειωμένο είναι καλύτερο από το τέλειο.
  33. Πρόοδος, όχι τελειότητα.
  34. Είμαι ατελής και είμαι ακόμα αρκετά.

सकारात्मक पुष्टीकरण कसे वापरावे

सुरुवातीला, afirmações अस्वस्थ वाटू शकतात कारण त्यांचे विचार करण्याचा एक वेगळा मार्ग आहे. सहसा, आपण जितके अधिक वापरता तितके ते अधिक आरामदायक होतील. . उदाहरणार्थ, मदत मागणे ही एक चांगली गोष्ट आहे असा आपला विश्वास नसल्यास आपण स्वत: ला विचारू शकता की आपण यावर विश्वास का ठेवला आहे, हा विश्वास कोठून आला, उपयुक्त आहे, काही अपवाद आहेत. आपण कदाचित कबूल केले की आपल्यावर विश्वास आहे की आपण या क्षणी थोडा प्रतिकार केला तरी आपली विचारसरणी या दिशेने बदलू इच्छित आहे.

पुष्टीकरण जर्नलिंगसाठी खूप चांगले संकेत देते. त्यांना पुष्टी करण्यासाठी आपण फक्त प्रतिज्ञापत्र लिहू शकता किंवा आपण स्वतःला प्रतिज्ञापत्र सांगता तेव्हा काय विचार आणि ाआपणा का शा शा शा शा शा शायेत शा शायेत शायेत शायेत शायेत शायेत शायेत शालिहू शायेत शा ा ालिहू

पुष्टीकरण एक उपयुक्त साधन असू शकते ते आमची उद्दीष्टे आणि आम्हाला कसे विचार करू इच्छितात याची आठवण करून देतात. तथापि, प्रत्येकासाठी काहीच कार्य करत नाही आणि हे लक्षात ठेवणे महत्वाचे आहे की केवळ एकट्याने निष्ठा आत्मविश्वास वाढवू शकत नाही किंवा परिपूर्णता दूर करणार नाही परंतु ती सुरूवात करण्यासाठी चांगली जागा असू शकते.

म्हणून, परिपूर्णतेसाठी या पुष्टीकरणांचा प्रयत्न करा. मला वाटते की ते आपल्याला वेळोवेळी परिपूर्णतेची विचारसरणी आणि प्रवृत्ती कमी करण्यास मदत करतील.

2019 शेरॉन मार्टिन, एलसीएसडब्ल्यू. सर्व हक्क राखीव. हा लेख मूळतः लेखकाच्या वेबसाइटवर प्रकाशित झाला होता.ग्रोगी हॅयसनअनस्प्लॅश द्वारा फोटो.


The Long View

No século passado, a ACLU lutou por justiça racial nas legislaturas e nos tribunais, inclusive por meio de vários casos marcantes da Suprema Corte. Embora o tribunal nem sempre tenha decidido a favor da justiça racial, vitórias incrementais ao longo da história ajudaram a eliminar diferentes formas de racismo, como a segregação escolar ( Brown v. Board), preconceito racial no sistema jurídico penal (Powell v. Alabama, ou seja, os Scottsboro Boys) e a desigualdade no casamento (Loving v. Virginia) Embora essas vitórias históricas tenham iniciado as reformas necessárias, foram apenas um ponto de partida.

O racismo sistêmico continua a permear a vida dos negros por meio da repressão eleitoral, falta de serviços financeiros, discriminação habitacional e outras áreas. Mais do que tudo, fazer esse trabalho ensinou à ACLU que devemos lutar em todas as frentes para superar o legado de racismo de nosso país. É disso que trata nossa agenda de igualdade sistêmica.

Nas próximas semanas, expandiremos nossas visões de por que essas campanhas são cruciais para a igualdade sistêmica e sinalizaremos o caminho que este país deve seguir. Também mergulharemos em nosso trabalho para construir organização, defesa e poder legal no Sul - uma região com uma história única de opressão racial e violência ao lado de uma rica história de organização e defesa anti-racista. Estamos comprometidos com quatro princípios ao longo desta campanha: reconciliação, acesso, prosperidade e capacitação. Esperamos que nossas ações possam atender à nossa ambição de, como disse o Dr. King, levar esta nação a viver o verdadeiro significado de seu credo.

Imagem apresentada por Shutterstock


Trinta e quatro afirmações para a prática

Perfeccionismo - a busca incansável de sermos perfeitos em um esforço para provar nosso valor e evitar críticas - adiciona estresse e pressão desnecessários a nossas vidas já exigentes. Quando buscamos a perfeição em vez da excelência, nunca estamos satisfeitos. Sempre nos sentimos deficientes porque nos comparamos a um padrão impossível. Sentimo-nos imperfeitos e inadequados, por isso procuramos provar o nosso valor através de realizações, exigindo sempre mais de nós próprios para nos sentirmos dignos. Como resultado, acabamos comprometendo nossa saúde física e mental por meio da autocrítica excessiva, do excesso de trabalho e de evitar o autocuidado.

O pensamento perfeccionista impulsiona nosso comportamento perfeccionista, controlador e inflexível. É baseado em uma crença distorcida de que "Eu não sou o suficiente e a única maneira de ser o suficiente é realizar mais e ser perfeito".

Os perfeccionistas tendem a ver as coisas como pretas ou brancas, eles se definem e suas ações como absolutas. Por exemplo, "Eu sou um sucesso ou um fracasso", não há meio-termo para um perfeccionista. Obviamente, ninguém quer ser o rótulo negativo que você está atribuindo a si mesmo (fracasso, perdedor, gordo, estúpido, preguiçoso), então a única alternativa, de acordo com essa forma de pensar, é impor mais pressão e exigências maiores e se tornar intolerante com erros, imperfeições ou sendo nada menos do que o melhor desempenho.

Mudar nossos pensamentos e crenças distorcidos e negativos é uma parte importante para superar o perfeccionismo.

As afirmações nos ajudam a focar em crenças mais saudáveis ​​e realistas sobre nós mesmos e o mundo. Eles podem nos ajudar a construir novos padrões de pensamento que refletem autoaceitação, flexibilidade mental, resiliência, expectativas realistas e a importância do autocuidado.

Afirmações

  1. Meu valor não se baseia em minhas realizações.
  2. Minha saúde é mais importante do que meu desempenho / realizações.
  3. Vou me dar graça quando cometer um erro.
  4. Erros são oportunidades de crescimento.
  5. Eu valorizo ​​aprender mais do que estar certo.
  6. Todo mundo comete erros.
  7. Eu escolho aproveitar o processo, não apenas me concentrar no resultado.
  8. Eu não tenho que fazer as coisas perfeitamente.
  9. Excelência não é o mesmo que perfeição.
  10. Falhas não são inadequações.
  11. Eu sou mais do que minha aparência (ou notas ou salário ou qualquer marcador externo de sucesso).
  12. Estou fazendo o meu melhor e isso é tudo que posso pedir de mim mesmo.
  13. Eu não tenho que ser perfeito para que as pessoas gostem / aceitem / me amem.
  14. Relacionamentos precisam de conexão autêntica, não perfeição.
  15. A perfeição não é realista.
  16. Minha opinião é importante.
  17. É normal dizer não e definir limites.
  18. Eu me aceito como sou.
  19. Aceito os outros como eles são.
  20. Meu melhor esforço não é o mesmo que perfeição.
  21. Existe mais de uma maneira “certa” de fazer algo.
  22. Quando as coisas não saem como planejado, vou ajustar minhas expectativas.
  23. Não consigo controlar tudo e está tudo bem porque tenho os recursos para lidar com isso.
  24. Eu não tenho que fazer tudo.
  25. Pedir ajuda é uma coisa boa.
  26. Pedir ajuda reflete força e coragem.
  27. É saudável relaxar e se divertir.
  28. Todos precisam descansar, inclusive eu.
  29. Divertir-se não é uma recompensa que você precisa ganhar.
  30. Diminuir a velocidade me ajuda a recarregar as baterias e a ser cuidadosa sobre meus compromissos e expectativas.
  31. Bom o suficiente realmente é bom o suficiente.
  32. Feito é melhor que perfeito.
  33. Progresso, não perfeição.
  34. Eu sou imperfeito e ainda sou o suficiente.

Como usar afirmações positivas

No início, as afirmações podem ser desconfortáveis ​​porque são uma forma diferente de pensar. Normalmente, eles ficarão mais confortáveis ​​quanto mais você os usar. No entanto, se você luta para acreditar em algumas das afirmações, pode ser uma boa oportunidade para se fazer algumas perguntas e explorar por que a afirmação parece falsa. Por exemplo, se você não acredita que pedir ajuda é uma coisa boa, você pode se perguntar por que você acredita nisso, de onde veio essa crença, é útil, há alguma exceção. Você pode descobrir que acredita em parte da afirmação ou que gostaria de mudar seu pensamento nesta direção, embora sinta alguma resistência no momento.

As afirmações podem ser uma ferramenta útil, pois servem para nos lembrar de nossos objetivos e de como queremos pensar. No entanto, nada funciona para todos e é importante lembrar que as afirmações por si só não vão construir auto-estima ou curar o perfeccionismo - mas podem ser um bom lugar para começar.


Perfeccionismo: Por que quero ser perfeito?

Você já se sentiu encolhido por causa de um erro de digitação em um trecho de texto, mesmo que não o tenha escrito? Você já se descobriu aperfeiçoando a aparência de uma peça de trabalho e, antes que perceba, fica frustrado ao descobrir que horas se passaram ajustando todos aqueles pequenos detalhes? Ou você tem o hábito de se dar tapas mentais regulares na cabeça quando você faz algo “estúpido”?

Todas essas são marcas de um perfeccionista. Alguém que tem tendência a criticar os erros e se esforça para ser o melhor. Você pode fazer o teste de perfeccionismo saywhydoi.com para indicar o quanto você pode ser (ou não) perfeccionista.

Muitos de nós temos algumas tendências perfeccionistas, alguns mais do que outros. Mas por que as pessoas buscam a perfeição?

Por que eu quero ser perfeito?

Embora eu acredite que pode ser que certas pessoas sejam mais predispostas a se tornarem perfeccionistas, é muito mais provável que o perfeccionismo seja uma adaptação comportamental aprendida. O que os fez aprender a ser perfeccionistas?

1.) Eles aprenderam que & # 8220 acertar & # 8221 os faz se sentir bem

Sempre que qualquer um de nós faz algo bem feito, a maioria de nós sente um pequeno brilho de orgulho e autossatisfação. Isso é bom. Por que isso é bom? Porque nos sentimos um pouco mais dignos de respeito do que antes e um pouco mais valiosos. Nossa auto-estima aumenta. Em algum lugar em nossas mentes, formamos a falsa crença subconsciente de que: “Quando eu faço as coisas certas, sou mais valioso e digno de respeito”. Não é surpreendente, então, que a necessidade de fazer o bem se torne arraigada, mascarando a necessidade humana mais básica de ser um ser humano valioso.

O perigo dessa maneira de pensar é que, embora seja ótimo se sentir bem consigo mesmo quando você se sai bem, se sua confiança depende tanto de seu sucesso e realizações, o que acontece quando você * não * se sai bem? Sua confiança se torna tão instável quanto um dente-de-leão ao vento, voando para um lado ou para o outro, enquanto os ventos do sucesso vêm e vão. Ao entregar o controle de sua confiança aos ventos da mudança, você fica vulnerável e com medo do fracasso. E quando você falha, como todos nós às vezes, você se sente inútil. Os altos e baixos que vêm com o perfeccionismo são extremos.

Precisamos aprender que nosso valor próprio e quão valiosos somos por dentro, não tem nada a ver com ações externas que podemos acertar ou errar. Precisamos estar cientes de que nós mesmos conjuramos valores para eventos neutros quando decidimos se algo é bom ou não. Somos nós que atribuímos cargas emocionais a esses eventos neutros. O que pensamos como sucesso ou fracasso não é necessariamente a realidade. É a nossa percepção do que é a realidade, em vez de ser uma verdade absoluta.

Quem você é por dentro e como você se sente por dentro é independente das coisas externas. São nossos processos de pensamento que conectam os mundos externo e interno como se estivessem intrinsecamente conectados. Na verdade, eles não estão conectados de forma alguma. A conexão é apenas uma ilusão da mente.

Por que outro motivo os perfeccionistas se tornam perfeccionistas?

2.) Modelos de funções incutiram neles a ideia de que são tão valiosos quanto suas realizações:

Durante sua educação, os pais dizem que você é “bom” quando se comporta bem.

Os professores dizem que você é um "bom menino / menina" quando responde a uma pergunta corretamente em sala de aula.

Na verdade, você não é um bom menino / menina * porque * respondeu a uma pergunta corretamente ou porque é bem-comportado. É apenas a resposta ou o seu comportamento que foi bom e isso tem pouco a ver com quem você é ou como você é "bom" como pessoa.

As ações que realizamos precisam ser diferenciadas de quem somos como ser humano. Freqüentemente, eles são equivocadamente equacionados como uma única e mesma coisa.

Você é o mesmo “você” que era antes e depois de responder à pergunta, ou de se comportar de uma determinada maneira. Você não é nem melhor nem pior.

Os mesmos princípios entram em ação mais tarde na vida com amigos e colegas de trabalho. Quando você dá às pessoas ideias que elas valorizam e elas respondem com elogios, adoração e respeito, é fácil começar a acreditar que suas ideias o tornam mais valioso. É como se você fosse mais digno de amor e aceitação quando tem as respostas perfeitas para as coisas. Mas, mais uma vez, você não ganha ou perde valor por ter bons insights. No fundo, você ainda é a mesma pessoa.

Se você tem um núcleo independente forte, você se sentirá bom e digno de amor e aceitação, mesmo quando fornecer as respostas erradas ou se comportar de forma menos do que perfeita às vezes.

Outra razão pela qual as pessoas são perfeccionistas é:

3.) Em nossa busca pela individualidade e nos destacando da multidão como “especiais”, podemos buscar a perfeição
Algumas pessoas se identificam tão intimamente com suas ações e comportamentos externos que começam a pensar que o que as torna especiais é o fato de que suas ações são sempre “boas”.

Um aluno com nota A pode perder o senso de identidade quando ocorre um “desastre” e obtém nota B. Pior ainda, quando os alunos com nota A são aceitos em uma universidade altamente competitiva como Harvard ou Cambridge, e de repente não são mais os melhores da classe, eles se sentem perdidos. Eles não apenas perdem uma de suas fontes primárias de construção da autoestima, mas no cerne deste desastre está quase uma crise existencial: "Se eu não sou um aluno A, quem sou eu?"

Estudar não é um meio para definir sua identidade. Estudar é um meio de adquirir conhecimento para uso prático no mundo e pode até ser simplesmente um processo agradável.

Um dos problemas dos perfeccionistas é que eles podem ficar presos em rótulos como & # 8220I & # 8217m um aluno A & # 8221 & # 8220I am [insira o cargo aqui] & # 8221 & # 8220Eu sou bom & # 8221 ou & # 8220I sou inteligente & # 8221. Eles acreditam que o que os torna especiais é conseguir o melhor rótulo possível.

Nenhum rótulo define ninguém. Uma nota define a opinião de seu professor sobre um trabalho. Um cargo define seu trabalho. A inteligência pode definir uma declaração que você fez. Nenhum desses rótulos externos define você ou quem você é por dentro.

Outra razão pela qual as pessoas procuram o perfeccionismo:

4.) Para algumas pessoas, o propósito da vida parece ser atingir a perfeição

Alcançar a perfeição é o objetivo que muitos perfeccionistas almejam. Para eles, não lutar pela perfeição anula todo o propósito de ser.

O fato é que esse objetivo da perfeição é impossível para atingir. Você vai passar a vida inteira correndo atrás de algo e nunca conseguir, porque nada será perfeito. Como uma pessoa aproveita a vida assim? Isso apenas resulta em decepção e frustração.


Traços comuns de um perfeccionista

O problema com o perfeccionismo - e a razão pela qual você vai querer saber se possui alguma característica perfeccionista - é que os perfeccionistas realmente tendem a alcançar menos e estresse mais do que grandes realizadores regulares.

Ser perfeccionista torna mais desafiador atingir o objetivo de ser perfeito, ou até mesmo de alcançar o melhor que há para você.

Os perfeccionistas são muito parecidos com os grandes empreendedores, mas com algumas diferenças importantes. A seguir estão dez traços reveladores dos perfeccionistas, que você pode identificar em você mesmo ou nas pessoas que conhece. Algum desses soa familiar?

Pensamento tudo ou nada

Os perfeccionistas, assim como os grandes empreendedores, tendem a estabelecer metas elevadas e trabalhar arduamente para alcançá-las. No entanto, um grande realizador pode ficar satisfeito em fazer um ótimo trabalho e alcançar a excelência (ou algo próximo), mesmo que seus objetivos muito elevados não sejam completamente alcançados. Os perfeccionistas não aceitarão nada menos do que a perfeição. "Quase perfeito" é visto como um fracasso.

Altamente Crítico

Os perfeccionistas são mais críticos consigo mesmos e com os outros do que os grandes empreendedores. Enquanto os grandes realizadores se orgulham de suas realizações e tendem a apoiar os outros, os perfeccionistas tendem a identificar erros e imperfeições. Eles aprimoram as imperfeições e têm dificuldade para enxergar qualquer outra coisa. Eles são mais críticos e duros consigo mesmos e com os outros quando o "fracasso" ocorre.

Empurrado pelo Medo

Altos empreendedores tendem a ser retirado em direção a seus objetivos e pelo desejo de alcançá-los. Eles ficam satisfeitos com qualquer passo dado na direção certa. Os perfeccionistas, por outro lado, tendem a ser empurrado em direção a seus objetivos por medo de não alcançá-los e ver qualquer coisa menos do que uma meta perfeitamente cumprida como um fracasso.

Padrões irrealistas

Infelizmente, os objetivos de um perfeccionista nem sempre são razoáveis. Embora os grandes empreendedores possam definir suas metas bem altas, talvez se divertindo um pouco mais além quando as metas são alcançadas, os perfeccionistas costumam definir suas metas iniciais fora do alcance.

Grandes empreendedores tendem a ser mais felizes e bem-sucedidos do que os perfeccionistas na busca de seus objetivos.

Focado em resultados

High achievers can enjoy the process of chasing a goal as much or more than the actual reaching of the goal itself. Conversely, perfectionists see the goal and nothing else. They’re so concerned about meeting the goal and avoiding the dreaded failure that they can’t enjoy the process of growing and striving.

Depressed by Unmet Goals

Perfectionists are much less happy and easygoing than high achievers. While high achievers are able to bounce back fairly easily from disappointment, perfectionists tend to beat themselves up much more and wallow in negative feelings when their high expectations go unmet.

Fear of Failure

Perfectionists are also much more afraid to fail than are high achievers. Because they place so much stock in results and become so disappointed by anything less than perfection, failure becomes a very scary prospect. And, since anything less than perfection is seen as failure, perfectionists sometimes put off things until the last minute.

Procrastination

It seems paradoxical that perfectionists would be prone to procrastination, as that trait can be detrimental to productivity, but perfectionism and procrastination do tend to go hand in hand. This is because, fearing failure as they do, perfectionists will sometimes worry so much about doing something imperfectly that they become immobilized and fail to do anything at all.

Procrastination can lead to greater feelings of failure, further perpetuating a vicious and paralyzing cycle.

Defensiveness

Because a less-than-perfect performance is so painful and scary to perfectionists, they tend to take constructive criticism defensively, while high achievers can see criticism as valuable information to help their future performance.

Low Self-Esteem

High achievers tend to have equally high esteem not so with perfectionists. Perfectionists tend to be very self-critical and unhappy and suffer from low self-esteem. They can also be lonely or isolated as their critical nature and rigidity can push others away as well. This can lead to lower self-esteem.


What Are Some Of The Areas Of Your Life That Perfectionism Can Impact?

Perfectionism may often be thought of applying to a person's career or self-image, but it can also impact quite a few other areas of a person's life:

  • Health and hygiene
  • Physical appearance
  • A person's manner of speaking, writing, or another method of communicating
  • Their environment or surroundings
  • Schoolwork
  • Career or other work
  • Amizades
  • Romantic relationships
  • Família
  • Sports and athletics
  • Dieta
  • Hobbies
  • Interests

What Causes Perfectionism?

There are quite a few contributing factors when it comes to an individual developing perfectionism, and these generally all occur within the earlier years of their lives.

Those raised in controlling or abusive circumstances as a child may have grown to believe that their self-worth (or self-preservation) was dependent only upon satisfying certain criteria for their caretakers or others that they looked up to or relied on, and this can linger far into adulthood. They become obsessed with perfection within themselves and about their goals because they've been conditioned to believe that it's the only way to become accepted by others or to be loved by anyone.

Cultural expectations and the influence of perfectionistic family members or other figures in one's early years of development can also contribute to a lifestyle based upon focusing on achievements and striving for perfection, and it simply would have been viewed as what was "normal" and have become instilled as a way of life within the individual.

As a person reaches school age, perfectionism can also be set off by bullying and being made to feel lesser as a person or inadequate in some way, therefore making them feel like they have to aim for perfection in certain areas of their lives to receive acceptance by their peers.

Other Conditions Related To Perfectionism

When a person's perfectionism spirals out of control, it can lead to the development of other mental health conditions of a more serious nature, some of which are the following:

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Social anxiety
  • Chronic stress
  • Distúrbios alimentares
  • Body dysmorphic disorder
  • Transtorno obsessivo-compulsivo
  • Self-harm and self-destructive behaviors
  • Abuso de substâncias

The Pros And Cons of Perfectionism

Some may argue that perfectionism can be a beneficial trait that would encourage a person to strive to be their best, and it can be a good thing when it's in moderation and shortcomings or criticism are viewed as an opportunity for learning and improvement. Majority of the time, though, perfectionism causes far more problems and woe than is healthy.

Not only can perfectionism lead to more serious mental health concerns in the long-term, but it can affect several areas in a person's life even before that point, as well as afterward.

Perfectionists often waste a significant amount of their time either procrastinating out of a fear of failure or by being too focused on trying to perfect every last detail of a project or goal, thereby preventing themselves from having the time to explore other opportunities that could lead to new projects, new interests, or even the chance for more positives experiences in their lives and activities.

It's also hard for a perfectionist to enjoy their life when they constantly weight perceived imperfections and failures eating at them constantly. They can't simply engage in a task or experience without their perfectionism also playing a part and causing them to nitpick and obsess over the details. The average person who enjoys playing video games may be able to simply enjoy the game and unwind after a long day, whereas a perfectionist may obsess over their scores or acquiring certain achievements so badly that they stress themselves incredibly when trying to accomplish such. Perfectionists with body-image issues and eating disorders may not even be able to enjoy a meal with their own families due to worrying over calories or how having a specific meal may affect their body, their weight, or their workout regimens. The joy in these regular activities gets completed sucked out by this mindset.

The limitations of perfectionism also impair a person's ability to find things that they like or enjoy because they're so focused on performance that they're unable to explore and experiment freely, or even fully dive into their creativity. An individual who tries to learn something new is capable of opening up an entire world of possibilities for themselves, whereas the person restricted by their perfectionist streak will remain too concerned with making mistakes and fixing flaws, and may not even attempt something new in the first place due to their concerns at potentially "failing," whether in their own eyes or the eyes of others. This can cause plenty of missed opportunities.

Perfectionism can also be self-sabotaging by preventing the individual from receiving constructive criticism and feedback that could be beneficial in helping them improve their skills and other traits when the person is so worried about flaws that they refuse to let others see them. It's hard to make much progress in any area without the support and positive input of another person to show you things that can be improved or changed to help you to reach your goals better.

How Perfectionism Can Affect A Relationship

Perfectionism can begin damaging relationships from the very beginning of a person's life, starting with the relationship between parent and child.

The developmental years in a child's life is often when their potential for perfectionistic behaviors later on initially begins. Many parents want a child to do well in school, and in the other activities they may participate in when growing up, but this can often be pushed to the extremes to the point that anything "less than perfect" (whether grades or performance in other areas) is deemed acceptable. This places an immense amount of pressure on a child and makes them feel as if their parents' love and acceptance depends solely upon their abilities to do everything "perfectly." Whether this is perceived or is genuinely the case in some circumstances, this mindset will often persist with them well into adulthood and even for the rest of their lives, and unhealthy relationships with one's caretakers as a child has been shown to cause many long-lasting problems for a person as they get older.

Feeling that love and acceptance from others can only be won or earned by being "perfect" can lead to many flaws in a person's later relationships, whether familial, romantic or in the workplace. Even friendships may be affected, depending upon the type of perfectionism a person is prone to experiencing.

A perfectionist may find themselves trapped in an abusive or toxic relationship due to their perceived imperfections and their partner exploiting this mentality to emotionally control and belittle them, further damaging their low self-esteem and placing them in an unwinnable situation. On the other hand, a perfectionist may end up being abusive (whether they realize it or not) by placing high demands on their partner in a relationship and either criticizing their every action or insisting upon harsh requirements in their lives or appearance for the sake of remaining involved with them.

It can be difficult to maintain healthy relationships when focused on perfection because nobody is perfect. They may try to change their partner in completely unfair ways, end relationships without trying to work on them as equals, or even simply remain alone because no one else is "good enough" to meet their standards.

In marriages, this can lead to infidelity if a spouse feels like their partner eventually lacks something that once made them seem perfect, and they are no longer meeting the preferred criteria. It's not uncommon to hear about a husband cheating on his trophy wife after she "let herself go" after having a child, for example. Success can also play a part in this, such as the perfectionist wanting always to be the best and feel threatened by their spouse's successes in life. It worsens that individual's insecurities and can cause problems in the relationship when a perfectionist struggles with being happy for another person achieving their goals while not meeting their standards themselves.

Intimacy is also impacted when a perfectionist may have ideas about how their physical relationship with their partner "should" be compared to others' experiences or even fictional scenarios, and they may be unable to find satisfaction when those requirements aren't met. This can also tie into body image and feelings of inadequacy that can impact this area of a relationship.

The perfectionist's need to cover their flaws and mistakes can also lead to the inability to truly have an open and honest relationship with another because they are likely to hide things about themselves, and a relationship depends upon the honesty and having a deep connection with another person. If you can't admit your flaws to your partner or even voice your insecurities due to how worried you are about their perception of you as anything less than perfect, you can't genuinely be yourself and expect to have a balanced and healthy relationship with someone else, especially long-term. Communication is key to making any relationship work, and perfectionism highly impairs this freedom to speak openly and be your true self.

Getting Perfectionism Under Control

There may be no instant "cure" for perfectionism, but there are steps that one can take to help cope with the underlying causes of their perfectionistic behaviors and get on the right track to having a healthy and fulfilling life. A perfectionist cannot simply be told to stop being critical and quit being the way that they are, but reducing the fears of failure and rejection attached to these behaviors is the best method of going about resolving most of the concerns.

  • Become aware of your perfection-fueled behaviors. You can't change something you aren't aware of, but once you notice the traits and actions stemming from your need for perfection, you can begin the process of changing those habits. This provides a great opportunity as well to deepen and strengthen relationships with those close to you by asking for honest opinions and input about how your behaviors may be affecting them too.
  • Work onnegative self-talk. Perfectionists are always beating themselves up worrying over not being "good enough" or fearing rejection from others when they can't meet unreasonable standards. Learn to accept mistakes and failures and use them as building blocks for improvement, and focus on the positive and the achievements you've made thus far! You have your entire life to get better at something and improve on how you want to be, so realize that it may take some time to reach your goals and fully implement the changes you desire to make.

  • Write down the pros and cons list. No matter how productive you may pensar you're being when aiming for perfection, the extreme focus and habits associated with perfectionism are likely taking a toll on your life in some area, and possibly many. Make a list of the pros and cons of how your mind is affecting your productivity, your job, your life, and your relationships. Becoming aware of these factors can help you see the impact this mindset is having and help you feel more motivated to start making changes for the better.
  • Slow down and take baby steps when working on your habits. Perfectionists can often only focus on the goal and nothing else, but there is much to be learned along the way when starting to make changes. Try to slow down and make changes one or a few at a time to avoid being overwhelmed and to make sure the changes you're trying to make are being done effectively and in a way that will last. This also should be applied to your tasks in general, so you're able to be more productive regularly instead of being completely consumed by stress and anxiety when trying to do something quickly and feel pressured.
  • Learn to accept and implement criticism. The last thing a perfectionist wants is for someone to find anything in their work or their life that needs to be "better," but you can't improve and grow as a person without being open to constructive criticism and learning to see things from the actual perspectives of others. Criticism can be an asset when it comes to honing a skill or talent, or even when working on yourself.
  • Learn to accept "good enough." Honestly, no one is perfect, and everyone is human. We make mistakes and sometimes fall short, but that doesn't mean that everything we do and everything about us is bad or unacceptable. Perfectionists need to learn that their demands are often simply impossible to fulfill and that "good enough" can be completely okay rather than wasting time and energy stressing over every single detail.
  • Stop comparing yourself to others. This can be beneficial when done healthily, but perfectionists need to stop worrying so much about others' accomplishments and progress and focus on their own. If they want to become better, the scale they need to judge themselves by should be improved based upon how they are personally and what they've done so far on their own. Everyone has different talents and abilities, as well as different skill levels in these areas, and beating yourself up over striving to be like someone else, can be very problematic. Judge yourself based on how far you've improved compared to yourself if you had a skill you wanted to improve, and you've practiced and worked hard to better yourself in that area and then succeeded even by a small amount, that's progress, and you've done well!

A few other things you may want to try as well are the following:

  • Cutting out people or other influences that encourage perfectionism
  • Meditating to reduce stress and anxiety levels
  • Focus on the positive
  • Learn to receive and accept praise
  • Tackle any additional underlying issues with the help of a professional

Getting Professional Help

If you or someone you're close to is struggling with perfectionism, it is likely taking a toll on your quality of life and the relationships within it. ReGain is available on whatever schedule works best for you and from the comfort of your home, workplace, or wherever you may be when the opportunity arises that you need to speak with somebody. Licensed and trained professionals are just a click away on your phone or computer and willing to help you sort through your concerns, providing guidance and understanding support for treating perfectionism, its underlying causes, helping with improving your relationships with friends and loved ones, or even just being available as an outlet for you to vent your worries and frustrations, all while remaining completely anonymous if you choose to do so. Don't hesitate to reach out and get the help and support that you deserve and need to help get your life back on track.

perguntas frequentes

What are the characteristics of a perfectionist?

There are many characteristics or signs of perfectionism. To overcome perfectionism, you need to learn how to think and react differently. Here are some signs that you might be a perfectionist.

  • You feel you have to achieve perfection in everything.
  • You procrastinate because you worry that what you do won't be good enough.
  • You have low self-esteem.
  • You're defensive when someone criticizes you.
  • You're terrified of failing, and you may even avoid trying something you want to do to avoid failure.
  • You beat yourself up emotionally anytime you don't achieve perfection.
  • The results are always more important to you than the process of going for your goals.
  • You get depressed when you don't achieve success to the extent that you hoped.
  • Your standards aren't just high &ndash they're unrealistic.
  • Fear of not being good enough is what pushes you to work toward your goal.
  • You're highly critical of yourself or others, tearing apart every accomplishment and finding fault with it.
  • You tend to think in all-or-nothing terms. Either something you accomplish is fantastic, or it's terrible, in your mind.

These characteristics are presented above as they would be for a self-oriented perfectionist. However, if you are a socially prescribed perfectionist, you might have the same basic characteristics but what you're afraid or depressed or burnt out about isn't your own demands and high standards but society's. Socially prescribed perfectionism makes you feel like others don't think you're good enough. Finally, if you have other-oriented perfectionism, you place these demands on other people and are highly critical of them.

Of all the types of perfectionism, this type where you are critical and demanding of others can be the most damaging to a relationship. After all, your perfectionism can impact the way you interact with your partner. You can never show your complete admiration because nothing they do satisfies you. Yet, when it comes to dealing with perfectionism, this type is not the only one that can cause trouble in a relationship. Because, with the dark side of perfectionism revealed, the resulting mental health problems caused by perfectionistic tendencies can prevent you from being the loving and engaged partner that you might wish to be. And that's true whether it's self-oriented, other-oriented, or socially prescribed perfectionism.

Is perfectionism a personality trait?

Yes, perfectionist traits are considered a type of personality trait. Some experts also call perfectionism a kind of personality style. In any case, people with perfectionism usually have perfectionistic tendencies over their lifetimes in the same way that personality is considered a long-term aspect of who you are.

Perfectionist traits can lead to success in life if you can avoid the dark side of perfectionism. Otherwise, perfectionism can affect your mental health in very negative ways. With this side of perfectionism revealed, low self-esteem, anxiety, and depression can become a way of life.

Fortunately, you can learn to overcome the dark side of perfectionism. Through therapy, people with perfectionism can become more compassionate with themselves and others. They can learn how to accept criticism without feeling bad about themselves. They can deal with their perfectionism and burnout caused by it. And, they can overcome perfectionism enough to truly appreciate who they are as individuals and get satisfaction from the things they accomplish.

Are perfectionists narcissists?

That depends on the type of perfectionist.

A self-oriented perfectionist is not at all narcissistic. Rather than having grandiose ideas about themselves, they see themselves as never living up to their own high standards. And a socially prescribed perfectionist also sees themselves as failing to meet the high standards of others in their community, family, or society.

However, other-oriented perfectionism often has elements of narcissism. These people, in demanding that others meet their high standards, display a sense of superiority. They show their disdain for others through aggressive humor that comes at the expense of others, a demanding and critical demeanor, and a generally uncaring attitude towards those around them.

What is the root cause of perfectionism?

Perfectionism typically begins in childhood, with the root cause being conditional acceptance. What this means is that the parents and other caregivers, the siblings, or others the child wants approval from only express that they value them when they do things in specific ways. There's never any sense that they're loved for who they are, even when they aren't doing anything special or performing perfectly in some way.

The dark side of perfectionism revealed by this failure to love unconditionally can result in lifelong problems. As a child, anxiety, and depression can start early. Later in life, perfectionism and burnout go hand in hand as people with perfectionism struggle to achieve perfection even when it isn't possible. By exploring their problems in therapy, many perfectionists have found that perfectionism revealed their need to be loved without reason &ndash to be loved just because they exist.

Sometimes, on the positive side, perfectionism revealed strength, endurance, and persistence to meet goals. However, when people with perfectionism put too much pressure on themselves to achieve perfection, even if they are relatively successful, they tend to suffer mental health problems that other high achievers don't experience. So, if you are a parent, consider placing conditions on your acceptance of your child may not prevent them from being successful, but it will surely cause them unnecessary grief over their lifetime.

Is perfectionism a weakness?

All forms of perfectionism could be a weakness if the perfectionism revealed causes mental health issues or relationship problems. At the same time, it depends on which side of perfectionism revealed is affecting your thoughts and actions.

For example, self-oriented perfectionism can cause you to place such high demands on yourself that you are never satisfied with what you do. And you don't feel complete if you aren't achieving your goals. The perfectionism revealed in your self-criticism can sink your self-esteem and make you feel anxious anytime you set yourself a goal. If you don't meet your expectations, which is likely given your high standards, you may become depressed. Although all this criticism is directed at yourself, it can prevent you from being a good partner if you're too mentally unhealthy to engage in a loving relationship with someone else.

On the other hand, if your problem is socially prescribed perfectionism, you are so worried about what others think of you that you can't just let your hair down and be yourself. With this type of perfectionism revealed, others can take advantage of your wish to fit in or please others. This leaves you vulnerable and so focused on your own behavior that you can't truly enjoy and appreciate other people.

Finally, those who have other-oriented perfectionism can sometimes push others to achieve great things. But the cost is often unbearable. The people you are criticizing and holding to impossibly high standards suffer from that side perfectionism revealed. And, they may come to resent you and even sabotage the project just to avoid being controlled by you.


Assista o vídeo: AFIRMAÇÕES POSITIVAS PROGRAME O SUBCONSCIENTE. DESENVOLVA O PODER DA MENTE 8 hs MÚSICA TERAPÊUTICA (Julho 2022).


Comentários:

  1. Faugami

    Eu não gostaria de desenvolver este tema.

  2. Seward

    Nele algo está. Agora tudo ficou claro, muito obrigado pela ajuda nesse assunto.

  3. Macbride

    Tenho que tentar tudo

  4. Meztijind

    Eu acho que você não está certo. Estou garantido. Eu sugiro isso para discutir. Escreva para mim em PM, vamos nos comunicar.

  5. Mirn

    Que tópico marcante



Escreve uma mensagem